Ser empresário exige, entre muitas outras coisas, talento e perseverança, dinamismo, criatividade, flexibilidade, etc., etc., etc.

Quando vemos um produto pronto, não imaginamos todo o processo que ocorre até lá. Custos, tabelas, experimentos, escolhas, horas e horas de trabalho, erros, acertos, pedidos cancelados, imprevistos, atrasos nas entregas, atrasos nos recebimentos, lançamentos, concorrências…

O empresário é principalmente um líder. E o líder é aquele que se faz respeitar pelo exemplo, pela forma como pensa, fala e age. É aquele que é naturalmente admirado e seguido. É claro que estamos falando do empresário de sucesso.

Empresariar é transitar com desenvoltura desde os funcionários do chão de fábrica até os executivos, e isso não é tão simples. São pessoas com exigências e expectativas diferentes e, no entanto, todas desempenham um papel importante na engrenagem, para que se alcance um bom, porque não dizer, excelente resultado final. É o que o se espera.

Os empresários bem-estabelecidos e que conseguem se manter no mercado superando todas as tempestades que por ventura aconteçam, e elas sempre acontecem, têm pontos fundamentais em comum, são estes:

– autoconhecimento (pontos fortes e fracos, limites, valores, talentos, recursos internos);
– propósito de vida profissional e pessoal;
– objetivos e metas claras;
– entendem e motivam as pessoas;
– delegam com sabedoria;
– equilíbrio emocional;
– visão de futuro;
– vivenciam seus valores;
– humildade;
– criatividade e flexibilidade (no exercício de papéis e comportamentos sem perder a autenticidade);
– busca por resultados (com respeito ao processo e, principalmente, às pessoas).

Não se chega ao sucesso por acaso e muito menos se mantém nele por sorte. É um trabalho desenvolvido que inicia sempre na própria pessoa ou não resiste aos tempos difíceis.

Sandra Rosenfeld
contato@sandrarosenfeld.com.br

Comentários

Comentários