Vejo muitas pessoas questionando sobre o processo da transição planetária e percebo a sensação de insegurança e medo que isto ainda causa. Já chegamos à segunda metade de 2012 e muitas pessoas ainda acreditam no fim do mundo. Estas pessoas ainda estão desconectadas de sua verdade!

Em todas as mensagens que recebemos dos Mestres Ascensos e de outros seres de Luz que acompanham de perto este processo encontramos uma mensagem de Paz e Esperança. Não há o que temer para quem já tomou a decisão de transformar seu próprio mundo interior.

Entre todas as mensagens que recebemos, uma informação me chamou bastante atenção e tocou de forma única meu coração: as mulheres precisam retomar o poder pessoal, o verdadeiro poder do Sagrado Feminino, e esta busca está diretamente ligada à ancoragem das novas energias no planeta.
Como meu processo pessoal sempre esteve diretamente ligado à busca e cura do meu Sagrado Feminino recebi tal informação com otimismo e alegria. Chegou a hora das mulheres perceberem o poder que carregam em seu espírito e assumir a Responsabilidade pela construção de um mundo mais equilibrado, coerente, gentil e justo.

Não é a mulher que passa para o filho a maior parte da educação e dos valores que eles vão carregar para o resto da vida? E não são os filhos o futuro do planeta? Então, é através de nossos filhos que toda esta mudança irá se consolidar, pois a nova Consciência será realidade no mundo deles. Se nossos filhos forem saudáveis mental/emocional e espiritualmente já estaremos criando o novo mundo.
Para isto é extremamente necessário curar as próprias feridas. Uma mãe/mulher cheia de traumas, dores, medos e amarguras não consegue criar filhos saudáveis por um motivo óbvio: está cega! Não consegue diferenciar a verdade das ilusões e defesas criada pelo seu subconsciente. Suas carências podem transformá-la em uma mãe superprotetora que sufocará toda a potencialidade do seu filho, ou ainda numa mãe permissiva que gerará um filho incapaz de criar laços ou de lidar com suas próprias decepções. De qualquer forma, estar saudável e equilibrada é a melhor maneira de contribuir com o Universo.

Durante muito tempo na história da humanidade, a mulher teve sua energia distorcida e desequilibrada por diversos movimentos desde a caça às bruxas, a inquisição e até mesmo o feminismo exagerado. E embora estes movimentos tiveram suas importâncias na evolução deste processo, chegou a hora da verdadeira liberdade. De deixar de confundir sexualidade e promiscuidade, de criar culpas por um lado e por outro lado banalizar esta energia Sagrada.

Chegou a hora de reconhecermos as Grandes Mães Divinas que têm nos acompanhado, dando todo o apoio e confortando nossos corações tão cheios de registros distorcidos sobre nosso valor.
Reúnam-se e curem-se juntas. Criem este mundo novo. Assumam o papel de co-criadoras desta realidade através de seu próprio poder pessoal e também de seus filhos. Ainda dá tempo.
Karenn Liège
cursoseterapias@gmail.com

Comentários

Comentários